Com a temática ‘Consciência Negra Sentindo na Pele’, aconteceu na tarde desta sexta-feira, 19, um bate-papo virtual pela plataforma Zoom promovido pela Diretoria de Políticas para Direitos Humanos da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), que reuniu jovens atendidos pela Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi), em Palmas.

No encontro os estudantes puderam ouvir relatos de vida do diretor de Políticas para Direitos Humanos, Nélio Lopes, que atua na militância negra desde a adolescência e também o depoimento da Coronel da Polícia Militar e secretária do Desenvolvimento de Palmas, Patrícia do Amaral.

Nélio destacou que é importante que os jovens negros não desanimem diante das dificuldades. “Se você ainda não tem, construa um norte, tenha objetivos, sonhos, planos. Onde você quer chegar? Você já pensou sobre isso?”, questionou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Nós sabemos que a realidade enfrentada pelos jovens brasileiros, principalmente nesta fase de transição da adolescência para a vida adulta é muito parecida. Por isso é preciso buscar novas possibilidades, abrir janelas, fazer todas as capacitações possíveis, pois elas serão o seu diferencial no futuro”, alertou Patrícia Amaral.

A coordenadora educacional da Renapsi, Julina Carvalho, frisou que o dia 20 de novembro é “um dia de reflexão, dia de pensar em nossos conceitos, nossas origens e buscar crescer e melhorar como seres humanos”.

“Esses encontros, mesmo que virtuais, são muito importantes, o Renapsi atende mais de mil jovens em 45 cidades do Tocantins todos eles ávidos por novos conhecimentos, por aprender e trilhar seus caminhos”, destacou a assistente social da Renapsi, Meg Pessoa.

Deixe uma resposta