Saphira Ferreira Lima, de 10 anos, foi vista pelo última vez, no domingo (30), em Palmas — Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Civil investiga o desaparecimento de Saphira Ferreira Lima, de 10 anos, há mais de quatro meses. A criança foi vista pela última vez em maio deste ano, quando estava na porta de casa, em Palmas. Segundo a polícia, na última semana peritos voltaram a trabalhar no caso e a buscar novas pistas após a mãe da menina, Suzana Ferreita, encontrar uma blusa estendida no quintal da residência.

As investigações são feitas pela Delegacia Especializada de Polícia Interestadual, Capturas e Desaparecidos (Polinter).

Durante os levantamentos, a polícia teve acesso a vídeos de câmera de segurança de um ônibus e trabalhou com a hipótese de que antes de desaparecer a menina esteve com um homem de bicicleta. O caso continua sendo investigado.

O que se sabe sobre o caso

 

  1. O desaparecimento
  2. As buscas
  3. Saphira na garupa de bicicleta
  4. Blusa encontrada no quintal
  5. Sofrimento da mãe

 

1. O desaparecimento

Saphira Ferreira Lima desapareceu no dia 30 de maio de 2021. Ela foi vista pela última vez em frente a casa onde mora com a mãe, o padrasto e três irmãos no setor Morada do Sol I, na região sul de Palmas.

Conforme a família, no dia em que desapareceu, Saphira foi até a residência de uma vizinha a pedido da mãe, depois voltou para casa, tomou água, saiu e ficou na calçada. Momentos depois, não foi mais vista.

2. As buscas

 

Depois do sumiço, parentes registraram boletim de ocorrência e fizeram buscas em vários locais da capital com ajuda de vizinhos. Grupos percorreram matagais, córregos, quadras próximas e até um lixão após boatos divulgados nas redes sociais.

A Companhia Independente de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros realizou novas buscas na última semana. Segundo a corporação, ao longo da manhã seis cisternas foram vistoriadas, “porém nenhum vestígio foi encontrado na ocasião”.

3. Saphira na garupa de bicicleta

No mês de junho a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que, ao procurar pistas, a Delegacia Especializada de Polícia Interestadual, Capturas e Desaparecidos estava trabalhando com a hipótese de que a criança esteve com um homem de bicicleta nas proximidades da casa dela.

“A Polinter já tem suspeitas de quem possa ser o indivíduo e está trabalhando sobre as referidas informações”, informou a SSP na época.

Ainda em junho a Polícia Civil descartou uma pista depois que conseguiu imagens da câmera de segurança de um ônibus onde um homem foi visto com uma menina. Após uma análise detalhada ficou verificado que não se tratava de Saphira Ferreira.

4. Blusa encontrada no quintal

 

Na última terça-feira (28) o caso voltou a ganhar repercussão. Isso porque a mãe de Saphira disse que uma blusa da filha apareceu no quintal de casa. A mulher acredita que a roupa era a mesma que a menina usava no dia em que desapareceu.

“Aconteceu um fato esta semana. Apareceu uma roupa dela estendida no quintal. Estava suja de terra e pendurada ali nos fundos. Eu chamei a polícia e levaram a blusa”, disse Suzana.

A Polinter esteve na casa da família e recolheu a peça de roupa para realização de perícia.

5. Sofrimento da mãe

 

Desde que a filha desapareceu, a mãe da menina sofre sem saber o que pode ter acontecido. “É uma dor que ninguém consegue explicar. Dói demais. Eu não estou nem acreditando que aconteceu isso, tem hora que fico sem rumo, sem chão”, lamentou a Susana Ferreira.

A mulher diz que não consegue dormir direito. “Estou tomando remédio para dormir. Choro todos os dias. Chorei muito quando completou os quatro meses. Não sei mais o que é alegria. Só peço a Deus que me dê ela de volta”, desabafa Suzana.

Apesar da angustia e preocupação, depois que mãe conta que agora tem esperanças de encontrar a Saphira com vida. “Eu acredito que a minha filha esteja por perto”, disse.

COM INFORMAÇÕES G1 TOCANTINS

Deixe uma resposta