De 2019 até o momento, o setor de Inclusão Produtiva da Setas capacitou cerca de 3.960 pessoas Foto: Carlessandro Souza/Governo do Tocantins

No Tocantins o mercado da estética também é promissor e tem trazido inovações sempre. As cabeleireiras de Monte do Carmo, Thiêssa Lorrayne Rodrigues e Elen Nara Avelino Gomes estão aproveitando as oportunidades dos cursos de cabeleireiro e depilador, ofertados  gratuitamente pelo Governo do Tocantins por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), no município de Monte do Carmo, para  aprender novas técnicas e obter renda extra. As capacitações ocorrem entre os dias 9 e 13.

“Quero aprimorar meus conhecimentos, o  curso está sendo maravilhoso, estou amando”, afirma Thiêssa Lorrayne.

Cabeleireira Thiêssa Lorrayne Rodrigues Foto: Raimundo Ferreira/Governo do Tocantins

“O curso chega em boa hora, quando a gente precisa caminhar com as próprias pernas e ter uma renda extra”, resume Elen Nara Avelino Gomes.

Cabeleireira Elen Nara Avelino Gomes Foto: Raimundo Ferreira/Governo do Tocantins

Os cursos  realizados em  parceria com as secretarias de Estado da Educação, Juventude e Esporte; Administração e prefeituras, são compostos de  aulas práticas e teóricas e acontecem nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras municipais).

As capacitações fazem parte da Ação Empreendedorismo de Economia Solidária, do setor de Inclusão Produtiva da Setas com objetivos de promover Políticas Públicas de Inclusão Produtiva Urbana. ” Proporcionam oportunidades de novos negócios, geração de renda e trabalho, valorizando a convivência familiar por meio da aquisição de novos conhecimentos, bem como a disponibilização de serviços gratuitos. A finalidade central é potencializar a renda per capita dos atendidos, preferencialmente àqueles com renda inferior a dois salários mínimos”, afirma o gerente da Ação Empreendedorismo de Economia Solidária, Valter Frota Martins.

Capacitações ocorrem em Monte do Carmo, entre os dias 09 e 13 Foto: Raimundo Ferreira/Governo do Tocantins

A previsão é que os cursos sejam realizados nos 139 municípios do Estado, capacitando 8.340 pessoas, segundo Valter Frota.

Público alvo


Famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade, inscritas nos Centros de Referência de Assistência Social ( Cras municipais), em parceria com as equipes volantes que visitam as famílias que fazem parte do Sistema Único de Assistência Social ( Suas), no Estado.

Os cursos ofertados pela Ação Empreendedorismo de Economia Solidária,  são: Oficina da Beleza, que compreende: designer de sobrancelhas, maquiagem, cabeleireiro, manicure e pedicure; Panificação Solidária e Artesanatos.

De 2019 até o momento, cerca de 3.960 pessoas foram atendidas e capacitadas pelo setor da Inclusão Produtiva da Setas, com a Ação Empreendedorismo de Economia Solidária. As capacitações são direcionadas para famílias vulneráveis, inscritas no Cadastro Único.

Inclusão Produtiva

A Gerência de Inclusão Produtiva da Setas, articula ações e programas que favorecem a inserção das pessoas no mercado de trabalho por meio do emprego formal, do empreendedorismo ou de empreendimentos da Economia Solidária.

Deixe uma resposta