Polícia Civil desvenda crime de roubo majorado e apreende objetos roubados em Porto Nacional. Crédito - Foto - DICOM SSP TO

Policiais Civis da 71ª Delegacia de Porto Nacional, comandados pelo delegado-chefe da unidade, Wagner Rayelly Pereira Siqueira, elucidaram nesta sexta-feira, 10, um roubo à mão armada, praticado contra um escritório de contabilidade, no mês de abril, em Porto Nacional. Na ocasião, um homem armado com um revólver, roubou três aparelhos celulares, além de mais de R $1,6 mil, em dinheiro de funcionários e clientes do estabelecimento.

Segundo a autoridade policial, o crime foi esclarecido, quando os policiais civis da 71ª DP localizaram, na quinta-feira, 09, um indivíduo que estava de posse de um aparelho celular, que havia sido roubado, no início do ano, também em Porto.

Conduzido até a 11ª Central de Atendimento da Polícia Civil, e ao ser ouvido, inicialmente, o suspeito alegou que comprou o aparelho na feira da gambira, em Porto Nacional. “Ele negou o fato, mas depois acabou confessando que havia recebido o bem, em pagamento de uma dívida de R $500,00 de um outro indivíduo, que inclusive já está preso, pela prática de outros crimes.

Assim, descobrimos que o aparelho havia sido subtraído no roubo ao escritório de contabilidade, onde também foram subtraídos outros celulares, e também mais de R$16 mil, em dinheiro”, ressaltou a autoridade policial.

Recuperação de mais dois celulares

Em continuidade as buscas e investigações sobre o roubo ao escritório de contabilidade, os policiais civis da 71ª DP localizaram na tarde desta sexta-feira, mais dois aparelhos celulares que também haviam sido roubados do estabelecimento.

Após os procedimentos legais cabíveis, foi lavrado um termo circunstanciado de ocorrência em desfavor do homem, de 21 anos. Ainda segundo o delegado Wagner, agora, com o esclarecimento do crime, ocorrido em 19 de abril de 2021, o indivíduo que já se encontra preso, desde o mês de junho deste ano, pela prática de diversos crimes contra o patrimônio, inclusive roubos a motoristas de aplicativos, também responderá pelo roubo majorado, praticado contra as vítimas do escritório de contabilidade”, disse o delegado.

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta