Com o objetivo de dar celeridade aos procedimentos criminais que tramitam na 79ª Delegacia de Lizarda e também no Núcleo de Atendimento de Rio Sono, a Polícia Civil do Estado do Tocantins (PC-TO), montou uma força-tarefa, composta por delegado, escrivães e agentes nos municípios citados. O mutirão ocorreu ao longo de toda semana e foi encerrado nesta sexta-feira, 10. A ação contou também com apoio de agentes da Diretoria de Polícia do Interior.

 No decorrer dos trabalhos da força-tarefa, estão sendo realizados oitivas de vítimas, testemunhas, interrogatórios, lavratura de Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), requisição de laudos, dentre outros procedimentos que se fazem necessário para concluir os procedimentos criminais que estão em apuração nas referidas unidades policiais.

As ações desta sexta-feira estão sendo coordenadas pelo delegado-chefe da 79ª DP, Anderson Casé, que ressaltou a importância do mutirão que também visa elucidar todos os atos que estão sendo apurados com a conclusão de inquéritos e demais procedimentos. “As ações que estão sendo realizadas pela força-tarefa são essenciais para que a Polícia Civil do Tocantins possa encerrar os casos que estão em aberto e dar uma resposta satisfatória à sociedade e também às vítimas e também seus familiares”, ressaltou a autoridade policial.

Deixe uma resposta