Homem investigado por estupro de vulnerável é preso pela Polícia Civil em Araguatins Crédito -Foto - DICOM SSP TO

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO) efetuou, na manhã deste sábado, 30, em Araguatins a prisão de um homem de 47 anos. Ele é suspeito pela prática do crime de estupro de vulnerável e foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva, por meio de ação realizada pela 1ª Delegacia de Atendimento à Mulher e Vulneráveis, (1ª DEAMV), em mais uma ação de combate aos crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes.

 Conforme o delegado-chefe da 1ª DEAM-V, Eduardo Morais Artiaga, a prisão se deu depois que a mãe da vítima, de apenas 10 anos de idade e que na época do estupro possuía apenas 7 anos de idade, registrou o boletim de ocorrência na central de atendimento da Polícia Civil em Araguatins.

 Segundo a autoridade policial, o caso passou a ser investigado depois que chegou a 1ª DEAMV. “Após recebermos o caso  ficamos chocados com o relato da vítima que tem somente 10 anos de idade”, disse o delegado.

Apurou-se que a primeira vez que foi estuprada pelo tio, a criança tinha apenas 7 anos de idade, sendo que o fato se deu quando a vítima havia ido visitar a avó na zona rural de Araguatins, localidade onde reside o tio, suposto autor do crime. “Ocorre que recentemente por suspeitar da apuração do crime o tio começou a ameaçar a criança e também sua mãe caso alguém fosse investigar o fato”, disse o delegado Artiaga.

Após a confirmação da autoria do crime, a autoridade policial representou junto ao Poder Judiciário pela prisão do indivíduo, a qual foi deferida. Nesse sentido, os policiais civis fizeram uma operação para prender o indivíduo. No entanto, o suspeito num primeiro momento conseguiu escapar fugindo pela mata.

“Nesse sentido foi montada outra estratégia para sua captura e desta vez, obtivemos êxito em prender o suposto autor que havia pernoitado na mata”, disse o delegado.  Após ser capturado, o homem foi conduzido até à sede da 1ª DEAMV, onde a autoridade policial deu cumprimento à ordem judicial.

 Após os procedimentos legais cabíveis, o homem foi encaminhado à carceragem da Cadeia Pública de Araguatins, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Deixe uma resposta