(Créditos: Cat Stevens)
Depois de dois anos fazendo listening parties e sendo bem sucedido no Twitter, entre muitas outras atividades, Tim Burgess volta com um novo single viciante, “Here Comes The Weekend”, um novo álbum que deverá ser lançado no final deste ano através da Bella Union. “Here Comes The Weekend” é uma música com batida envolvente, uma beleza flutuante e saltitante sobre um romance dos tempos modernos, tanto ajudado como dificultado pela tecnologia. É a música perfeita para abrir o álbum, um single hinário que transcende a distância geográfica com muita emoção. A faixa vem acompanhada por um vídeo colorido dirigido pelo lendário Kevin Godley. Ouça/Veja AQUI.

“A ideia era muito sobre duas pessoas que estavam distantes e queriam se conectar, mas estavam encontrando muita dificuldade por causa dos sinais dos celulares, da chuva e tempo e do jet lag”, diz Burgess. “E eu sempre soube que o álbum deveria começar com Here Comes The Weekend”. É uma música simples, e é um sentimento mais do que qualquer outra coisa”.

Comentando o vídeo Kevin Godley diz: “Esta idéia, sobre separação física versus conexão virtual, teve Tim, Rose e Dan realizando performances impecáveis ao longo de um belo dia, dobrando pessoas reais e projeções ao vivo em um filme que parece desfocar as linhas entre a alegria e a ansiedade. Não que nos propuséssemos a alcançar algo tão específico, mas a natureza improvisada da filmagem permitiu que elas surgissem. E foi ótimo ter um artista e uma música tão bons para colocar essa ideia em prática. Um grande obrigado a Tim e a todos pela oportunidade”.

Além disso, Burgess anunciou vários shows e será atração principal em festivais no Reino Unido. Confira as datas abaixo:

 

Tim Burgess Reino Unido ao vivo datas:

Sádabo dia 23 de Abril – Cambridge – Sound and Vision Festival

Sábado dia 30 de Abril – Domingo dia 1 de Maio – Liverpool – Sound City

Terça dia 7 de Junho – Brighton – Komedia

Sábado dia 11 de Junho – Matlock – Signals 2022

Segunda dia 13 de Junho – Newcastle – Riverside

Terça dia 14 de Junho – Glasgow – St Luke’s

Quinta dia 16 de Junho– Leeds – Brudenell Social Club

Sexta dia 17 de Junho – Birmingham – Caste & Falcon

Sexta dia 24 de Junho – Newport – Le Pub

Quinta dia 14 de Julho – Domingo dia 17 de Julho – Stirling – Doune The Rabbit Hole

Quinta dia 21 de Julho – Domingo dia 24 de Julho – Macclesfield – Bluedot Festival

Terça dia 8 de Novembro – Bristol – Fleece

Quarta dia 9 de Novembro – London – Lafayette

Quinta dia 10 de Novembro – Manchester – O2 Ritz

Houve um músico mais ocupado durante os últimos dois anos? Um artista mais prolífico? Mais criativo? Mais heróico?

Tim Burgess – como um líder de banda, estrela solo, gerente de selo, repetidor de memórias e tudo que um garoto com muita cafeína faz – certamente encolheria do último elogio. “Um herói??” ele provavelmente murmuraria e absorveria: “Por tocar alguns discos?”

Sim, Tim, nós diríamos isso. E não apenas porque, com o aparecimento de I Love The New Sky, seu quinto álbum solo, em maio de 2020, ele insistiu sem medo no lançamento de um álbum que trouxe o tão necessário brilho do sol para um mundo envolto em tristeza.

 

Ao longo do primeiro ano da pandemia, as listening parties de Tim no Twitter foram um respiro de vida para muitos. Numa época em que o mundo fechou, todos nós ficamos dentro de casa, sozinhos, e os shows cancelados foram a menor de nossas preocupações, a inspiração do North Country Boy foi de utilizar as mídias sociais para nos unir através de uma mesa virtual giratória.

Uma ideia antiga e inovadora que havia sido imaginada à alguns anos antes explorando pequenas brechas do catálogo do The Charlatans agora se tornou um ponto de encontro para fãs de artistas de diversos gostos. Adeptos ansiosos e fiéis do Oasis podem se apoiar nas reminiscências de Bonehead em Be Here Now. As cabeças inquietas dos Beatles podem descansar com os contos twittados de Paul McCartney do chão do estúdio, ou se maravilhar com a gravação da banda Plastic Ono das memórias de 50 anos de Yoko Ono e Klaus Voorman.

 

Os convidados foram tão ecléticos quanto eletrizantes e entusiasmados, com os participantes ávidos incluindo todos, desde Run the Jewels até Roisin Murphy, Kylie Minogue até Iron Maiden – com os heróis do heavy metal os campeões de todos os tempos na tabela de repetição do TTLP (sim, se você os perdeu em tempo real, você pode voltar e assistir qualquer uma das Listening Parties dos últimos dois anos #tech).

Numa época em que não podíamos ir a lugar algum, Tim Burgess nos ajudou a ir a todos os lugares. “Todos no mundo inteiro começam a ouvir um álbum ao mesmo tempo”, disse ele na primavera de 2021, hemisfério norte (outono no Brasil), já que o número de festas que ele havia realizado ultrapassou a marca dos 743 e seus 250 mil seguidores no Twitter, um aumento de 250 por cento em relação ao ano anterior. “Há uma chamada global às armas, por isso você se sente parte de algo”. Então você ouve um de seus discos favoritos, ou algo novo para você, o que é igualmente emocionante. E você pode ouvi-lo com uma comunidade. E neste último ano, quem não perdeu tudo isso?”

Enquanto isso, Burgess estava escrevendo. E escrevia. Não parava de escrever. Com certeza, parte disso foi para seu primeiro livro Listening Party no Twitter do Tim. Foi um belo livro publicado no ano passado (a sequência sai este outono), cujos lucros foram para apoiar várias instituições de caridade de música ao vivo – um pouco de proatividade filantrópica que também se refletiu na entrega de dinheiro de Burgess de vários outros empreendimentos relacionados a TTLP. O crachá em forma de Tim que você comprou pode ter ajudado a salvar um local independente e fechado.

 

Houve também algumas notas (e tweets) escritas para apoiar o lançamento de “A Head Full of Ideas”, o boxset de 30 anos de carreira de The Charlatans 2021, que também foi acompanhado por alguns shows triunfantes de bandas.

 

Mas principalmente que a escrita compreendia músicas. Vinte e duas delas no total. De setembro de 2020 ao verão de 2021 (inverno no Brasil), as ideias brotaram de Burgess. Ele tinha sido encorajado por Simon Raymonde, chefe de sua gravadora Bella Union – e, é claro, um ex-Cocteau Twin. Ele aplicou a lógica de um músico: se você não pode fazer uma turnê em seu último álbum, escreva um novo. Então, quando puder fazer uma turnê novamente, terá dois álbuns de músicas para tocar.

Mas depois terá mais disso… Por enquanto, aproveite o “Here Comes The Weekend” e fique ligado para mais informações sobre Tim Burgess em breve!

 

Capa do álbum “Here Comes The Weekend”
Marketing e Promoção no Brasil:

ForMusic  info[email protected]

 

Informações à imprensa:

Catto Comunicação

Simone Catto – [email protected]

Deixe uma resposta